VACINAÇÃO

Brasil começa campanha nacional de vacinação contra pólio e sarampo

Segundo o Ministério da Saúde, o objetivo desta campanha, que se estenderá até 31 de agosto, é diminuir a possibilidade de retorno da poliomielite e frear os surtos de sarampo, doenças já eliminadas no Brasil.

  • EFE/Antonio LacerdaEFE/Antonio Lacerda
EFE/Antonio Lacerda

Começou hoje a campanha nacional de vacinação contra a poliomielite e o sarampo, após o aumento do número de casos registrados no país nos últimos meses. A campanha oficial já havia sido adiantada para dia 4 de agosto em São Paulo e a vacinação já está sendo feita há alguns dias.

Segundo o Ministério da Saúde, o objetivo desta campanha, que se estenderá até 31 de agosto, é diminuir a possibilidade de retorno da poliomielite e frear os surtos de sarampo, doenças já eliminadas no Brasil.

A partir desta segunda-feira, crianças entre 1 e 5 anos de idade devem ser levados aos postos de saúde para receber a dose contra a pólio e também contra o sarampo.

A meta do governo é imunizar a 11,2 milhões de crianças e alcançar cerca de 95% de cobertura nesse grupo de idade, segundo o recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

De acordo com a pasta de Saúde, este ano a vacinação será realizada de forma indiscriminada para imunizar a todos os crianças do grupo de idade estabelecida.

Isto significa que inclusive aqueles que já contam com um esquema de vacinação completa devem ser levados aos postos para receber um reforço adicional.

Para a poliomielite, os crianças que não tomaram nenhuma dose na sua vida receberão a bovina VIP (com injeção) e aqueles menores de cinco anos que já tomaram uma ou mais dose, receberão a bovina VOP, isto é, por via oral.

Quanto ao sarampo, todos devem receber uma dose da Triplo Viral, desde que não tenham sido vacinadas nos últimos 30 dias.

sarampo é uma doença infecciosa aguda, de natureza viral grave, que é transmitida pela fala, a tosse e o espirro, extremamente contagiosa e uma das principais causas de mortalidade entre crianças menores de 5 anos.

Esta doença pode ser contraída por pessoas de qualquer idade, mas pode ser prevenida com vacinação.

Em 2016, o Brasil recebeu da Organização Pan-americana da Saúde (OPS) o certificado de eliminação da círculação do vírus.

Segundo os dados do Ministério, até o primeiro de agosto se tinham registrado 1.053 casos confirmados de sarampo no Brasil, a maioria deles nos estados o Amazonas e Roraima, no norte do país e fronteiriços com a Venezuela, além de casos isolados em São Paulo, Rio Grande do Sul, Rondônia e o Rio de Janeiro.

Segundo o Ministério, todos os casos estão relacionados com a importação do vírus a partir da Venezuela, já que se comprovou que o vírus que circula no Brasil (D8) é o mesmo que circula no país vizinho.

De outro lado, a poliomielite, que geralmente afeta menores de 4 anos, mas que também pode atingir adultos, é uma doença causada por um vírus que vive no intestino, o poliovirus.

A maioria das infecções apresentam poucos sintomas, e há semelhanças com os de infecções respiratórias – como febre e dor de garganta – e gastrintestinais – como náuseas, vômito.

Cerca de 1% dos infectados pelo vírus desenvolve a forma paralítica da doença, que pode causar sequelas permanentes, insuficiência respiratória e, em alguns casos, levar à morte.

Dados da OMS assinalam que só três países ainda são considerados endêmicos (Paquistão, Nigéria e Afeganistão).

Segundo o Ministério, o Brasil está livre da poliomielite desde 1990 e, em 1994, a OPS lhe outorgou o certificado de eliminação da circulação do vírus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Login

Registrar | Perdeu sua senha?