H1N1 E ZIKA

Uruguai sugere que grávidas evitem viajar ao Brasil devido H1N1 e zika vírus

As informações foram divulgadas nesta segunda-feira pela ministra de Desenvolvimento Social do Uruguai, Marina Arismendi, que fez o anúncio após uma reunião do gabinete sobre o tema em Montevidéu.

  • mas infoACOMPAÑA CRÓNICA: BRASIL ZIKA. BRA66. PIRACICABA (BRASIL), 27/01/2016.- Fotografía de mosquitos modificados genéticamente, este martes, 26 de enero de 2016, en Piracicaba, estado de Sao Paulo (Brasil). Una legión semanal de 800.000 mosquitos transgénicos combate en la ciudad brasileña de Piracicaba el Aedes aegypti, un transmisor del dengue y el zika que ha puesto en jaque a las autoridades sanitarias de Brasil y otros países de Latinoamérica. Los mosquitos transgénicos, cuya comercialización todavía está pendiente de aprobación por parte de los órganos reguladores, se aparejan en libertad con las hembras salvajes y transmiten el "gen letal" a sus descendientes, por lo que la nueva generación de mosquitos muere antes de llegar a la fase adulta, disminuyendo así su población. EFE/Sebastião MoreiraUruguai sugere que grávidas evitem viajar ao Brasil devido H1N1 e zika vírus
Uruguai sugere que grávidas evitem viajar ao Brasil devido H1N1 e zika vírus

O governo do Uruguai promoverá campanhas de prevenção para recomendar que mulheres grávidas não viajem ao Brasil durante os primeiros meses de gestação, devido à incidência do zika vírus e do H1N1 no país.

As informações foram divulgadas nesta segunda-feira pela ministra de Desenvolvimento Social do Uruguai, Marina Arismendi, que fez o anúncio após uma reunião do gabinete sobre o tema em Montevidéu.

Segundo Arismendi, o ministro da Saúde Pública, Jorge Basso, afirmou que a campanha de vacinação contra a H1N1 começará até o fim deste mês, com um pouco de atraso em relação aos anos anteriores, depois de o país ter dificuldade para comprar as doses.

Por esse motivo, o governo do Uruguai vai recomendar que mulheres em seus primeiros meses de gravidez evitem viajar ao Brasil, que já registrou 71 mortes por H1N1. O surto está concentrado, sobretudo, no estado de São Paulo, onde morreram 55 vítimas.

Até o momento, o Uruguai registrou um único caso de zika importado, em um paciente viajou ao Brasil durante o feriado de Semana Santa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Login

Registrar | Perdeu sua senha?