CÂNCER DE PELE

Sistema japonês de IA permite diagnóstico cedo do câncer de pele

O sistema emprega a “aprendizagem profunda” (deep learning), uma programação baseada em complexos algoritmos capazes de analisar imagens e relacionar determinados padrões que se repetem no desenvolvimento de células malignas que levam ao melanoma.

  • EFE/ ArquivoEFE/ Arquivo
EFE/ Arquivo

A empresa japonesa de tecnologia, Kyocera, e a Universidade de Tsukuba (Japão), desenvolveram um sistema para detectar o câncer de pele em sua fase inicial, a partir da análise de fotografias de pacientes utilizando a Inteligência Artificial (IA).

O método, ainda em fase experimental, atingiu uma precisão nos seus diagnósticos de 90% em 4 mil instantâneos analisados da pele dos pacientes, segundo afirma nesta quarta-feira o jornal japonês “Nikkei”.

O sistema concebido pela Kyocera emprega a “aprendizagem profunda” (deep learning), uma programação baseada em complexos algoritmos capazes de analisar imagens e relacionar determinados padrões que se repetem no desenvolvimento de células malignas que levam ao melanoma.

Os pesquisadores da Universidade de Tsukuba planejam criar mais variantes do programa matriz aplicável ao diagnóstico de outras doenças, entre elas as contagiosas.

Kyocera e a universidade têm previsão de começar a distribuir um protótipo do sistema já no próximo ano, em hospitais do país, com ideia de comercializar-lo em 2019, afirma o “Nikkei”.

As aplicações médicas da IA poderiam ajudar a lidar com o aumento da demanda de serviços no Japão derivado do acelerado envelhecimento da população, tendência que acaba decretando a escassez de profissionais no campo da saúde.

Outras empresas japonesas de tecnológica, como Hitachi, NEC e Toshiba, também estão desenvolvendo sistemas de diagnóstico médico baseados na análise de imagens e inteligência artificial.

O governo pretende promover estas aplicações de IA, cujo potencial destacou em um relatório realizado pelo Ministério da Saúde, em junho, e tem previsão de oferecer vantagens econômicas para as empresas que apostem no setor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Login

Registrar | Perdeu sua senha?