Medo

Sistema desenvolvido no México ajuda a superar fobias

Sasufo expõe pacientes à exposição controlada de seus medos e avalia o comportamento do cérebro de cada um

  • mas infoEFE/IPNEFE/IPNEFE/IPN
EFE/IPN

Com o objetivo de ajudar às pessoas a superar determinadas fobias, uma aluna do Instituto Politécnico Nacional do México (IPN) criou o que chama de “Sasufo”, um sistema terapêutico imersivo, que cria cenários de realidade virtual nos quais o paciente enfrenta seus temores de maneira controlada.

Através do visor “Oculur Rift”, a plataforma desenvolvida na Escola Superior de Computação do IPN trabalha com diversos medos, como a nictofobia (pavor do escuro) e a acrofobia (medo de altura).

“O visor é complementado com uma faixa sensorial, chamada muse, que examina a radiação cerebral, de modo a medir sensações como o estresse, a ansiedade ou o medo”, comentou a criadora do aparelho, Adriana Estrada.

O projeto contou com o acompanhamento de médicos e psiquiatras da Universidade Nacional Autônoma do México (Unam), os quais asseguraram que os testes, aplicados em pacientes sob tratamento, tiveram resultados positivos.

Em relação à criação de cenários, eles foram desenvolvidos com base na opinião de especialistas, de maneira que a exposição às fobias sejam progressivas.

Estrada explicou que o visor “Oculus Rift” permite que o paciente simule estar dentro de um cômodo escuro ou no alto de um arranha-céus, e assim fornece uma experiência imersiva, na qual o usuário possui liberdade para voltar e caminhar no mundo virtual.

A outra parte do “Sasufo” é complementada com uma espécie de tiara sensorial, que é colocada na testa do paciente e detecta o comportamento das ondas cerebrais durante a interação com o cenário.

Simultaneamente, o psiquiatra maneja um programa de computador, do qual supervisiona, mediante gráficos de frequência, a atividade cerebral do paciente. Caso ela fuja de um intervalo estabelecido, o especialista deve desligar o aparelho ou retornar para um nível menor de exposição.

“O protótipo é uma plataforma na qual se criam perfis dos terapeutas e registros de cada paciente. Além disso, possui a capacidade de acrescentar outros tipos de fobia. Como a base já está pronta, só devem ser feitas algumas alterações pertinentes”, finalizou a criadora.

Marcados com: ,
Publicado em Ciência Médica     Doenças e Tratamentos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Login

Registrar | Perdeu sua senha?