MEDICINA E IMPRESSÃO 3D

Siamesas de 3 anos são separadas na China com ajuda da impressão em 3D

Para preparar a intervenção, o centro contratou uma empresa de impressão em 3D, com a qual construíram modelos das distintas partes do corpo que ambas meninas compartilhavam

  • Siamesas de 3 anos são separadas na China com ajuda da impressão em 3D
Siamesas de 3 anos são separadas na China com ajuda da impressão em 3D

Duas irmãs siamesas de três meses de idade, que estavam unidas pelo quadril, pela parte mais baixa da espinha dorsal e pelo final do intestino grosso, foram separadas com sucesso na China com ajuda da tecnologia de impressão com três dimensões (3D).

O portal chinês de notícias Dongfangwang (Eastday.com), que depende do governo de Xangai, explicou nesta quinta-feira que as meninas, originárias de Ganzhou, foram operadas por uma equipe de 10 médicos do Hospital Infantil da Universidade de Fudan.

Nos últimos anos, este centro médico de Xangai tinha separado seis gêmeos siameses, mas este caso era especialmente complicado pela união das meninas pela quadril.

A operação obteve sucesso, embora as pequenas devem permanecer vários dias em observação para garantir completamente que estão fora de perigo.

Para preparar a intervenção, o centro contratou uma empresa de impressão em 3D, com a qual construíram modelos das distintas partes do corpo que ambas meninas compartilhavam, de modo que os médicos puderam planejar com elas uma operação virtual prévia à cirurgia real, que durou cinco horas.

“Com um modelo em 3D pudemos compreender melhor a estrutura anatômica das partes que as siamesas compartilhavam, e isso nos ajudou a decidir um ponto de início da operação mais preciso”, explicou o cirurgião-chefe e especialista em cirurgia pediátrica, Zheng Shan, que liderou a intervenção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Login

Registrar | Perdeu sua senha?