Dieta Mediterrânea

    Saudável, dieta mediterrênea ajuda a engravidar

    Alimentação baseada em grãos, peixes, frutas e legumes é rica em antioxidantes, ajuda a controlar a obesidade e favorece as chances de fecundação

    • mas infoEFE/Paco TorrenteEFE/Paco TorrenteEFE/Paco Torrente
    EFE/Paco Torrente

    A adoção da chamada “Dieta do Mediterrâneo”, que inclui alimentos tradicionais dos países banhados pelo mar homônimo, é, além de ideal para o emagrecimento e manutenção de peso, uma alternativa para ajudar casais com dificuldades em ter filhos.

    A alimentação baseada em frutas, legumes, peixes e grãos, com quantidades razoáveis de gorduras saudáveis, como o azeite, já é conhecida por ser saudável e propiciar perda de peso a longo prazo, sendo possível considerá-la mais como uma reeducação alimentar do que especificamente uma dieta.

    Diversas personalidades mundiais já recomendaram e declararam-se adeptas da dieta, como a rainha Letizia, da Espanha, e a atriz Penélope Cruz.

    Além de manter a forma, outros benefícios oferecidos são a redução do consumo de carboidratos, como massas e açúcares, e sua riqueza em antioxidantes, que ajudam a combater o envelhecimento e diversas doenças.

    Fertilidade

    Outro ponto no qual a dieta pode agir é a eficácia da reprodução humana. Segundo Ivan Penna, médico especialista na área, a adoção da dieta pode favorecer, em diversos pontos, os casais que desejam ter filhos

    “A dificuldade em engravidar está muito ligada à presença de radicais livres, tanto no corpo da mulher como do homem”, explica. “Como a dieta é rica em antioxidantes, que combatem os radicais, há melhora na perspectiva de fertilização”.

    Ivan cita ainda estudos que mostram os efeitos da “Dieta do Mediterrâneo” na fertilidade de homens e mulheres. Uma pesquisa liderada pela Universidade Federal Fluminense (UFF), por exemplo, indicou que a obesidade complica tanto a gestação como a qualidade do sêmen.

    Além disso, os radicais livres fragmentam o DNA dos espermatozoides, o que interfere em sua qualidade e capacidade de fecundação, e pode ser combatido com a dieta.

    De acordo com Penna, uma alimentação desequilibrada dá margens para o fracasso nas tentativas de engravidar. Entre os principais vilões está o consumo excessivo de fast foods, gorduras trans, glúten e alimentos contaminados com agrotóxicos.

    Marcados com: , ,
    Publicado em Nutrição

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    *

    Login

    Registrar | Perdeu sua senha?