TRANSPLANTE

Reino Unido faz primeiro transplante de órgãos de recém-nascido

Médicos britânicos realizaram o primeiro transplante dos rins e de células do fígado de uma menina que morreu com seis dias de vida a dois receptores, um procedimento considerado revolucionário no atendimento neonatal.

  • mas infoKLI02 MUNICH (ALEMANIA) 1/8/2008.- Esta fotografía sin fechar cedida por "Klinikum rechts der Isar" hoy 1 de agosto del 2008 muestra la sala de operaciones donde se operó al paciente que recibió dos brazos de un fallecido en el hospital en Munich, Alemania. Hace una semana un equipo de 30 cirujanos consiguió hacer un transplante de dos brazo completos de un hombre fallecido de 54 años, que había perdido dos brazos en un accidente. Es la primera operación de este tipo que tiene éxito. EFE/Klinikum rechts der IsarFoto: EFE/Klinikum rechts der IsarFoto: EFE/Klinikum rechts der Isar
Foto: EFE/Klinikum rechts der Isar

Médicos britânicos realizaram o primeiro transplante dos rins e de células do fígado de uma menina que morreu com seis dias de vida a dois receptores, um procedimento considerado revolucionário no atendimento neonatal.

“Estamos satisfeitos de informar que o primeiro transplante de órgãos de um recém-nascido no Reino Unido foi um sucesso e agradecemos a valente decisão da família de doar os órgãos de seu bebê”, disse o professor James Neuberger, do Serviço Nacional de Saúde (NHS), que não informou a data do procedimento.

Os especialistas afirmaram que há potencial para realizar mais doações de recém-nascidos para salvar vidas. O NHS conta com o chamado registro de Doadores de Órgãos, uma base de dados confidencial com mais de 16 milhões de pessoas. Segundo a lista de espera oficial, atualmente, 15 bebês com menos de dois anos precisam fazer um transplante de órgãos no Reino Unido.

De acordo com os médicos, a menina doadora nasceu com a saúde debilitada por falta de oxigenação antes do nascimento. Apesar de a equipe ter tentado reanimá-la, o bebê sofreu um profundo dano cerebral. Em um ato que os profissionais qualificaram como de “generosidade extraordinária”, os pais da criança concordaram em doar os órgãos.

Segundo os médicos, a cirurgia foi muito difícil e complexa já que os rins nessa etapa da vida medem apenas cinco centímetros.

Os rins da pequena recém-nascida foram doados a um paciente com insuficiência renal e em uma cirurgia separada, suas células hepáticas foram transplantadas a um receptor que sofria insuficiência hepática. O NHS não revelou detalhes sobre os receptores, mas explicou que os órgãos neonatais podem ser doados a bebês, crianças e até adultos.

Gaurav Atreja, que participou das operações de transplante, disse à “BBC” que “algo positivo poderia ser obtido de uma experiência tão negativa para a família do bebê”.

“Esperamos que as unidades neonatais de todo o Reino Unido comecem agora a pensar ativamente nesta nobre causa”, acrescentou Atreja.

Publicado em Ciência Médica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Login

Registrar | Perdeu sua senha?