BRASIL SAÚDE

Pesquisadores revelam benefícios do camu-camu para a saúde

O camu-camu (Myrciaria dubia), da família das mirtáceas, é um arbusto da região amazônica, onde habitualmente cresce nas margens de lagos e rios, e produz o fruto mais rico em vitamina C do planeta.

  • Camu-camu/ DivulgaçãoCamu-camu/ Divulgação
Camu-camu/ Divulgação

Um estudo do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA) revelou o efeito do fruto do camu-camu na redução de gorduras e açúcar no sangue de adultos saudáveis.

O camu-camu (Myrciaria dubia), da família das mirtáceas, é um arbusto da região amazônica, onde habitualmente cresce nas margens de lagos e rios, e produz o fruto mais rico em vitamina C do planeta.

“Os resultados mostram o potencial benéfico da vitamina C e, especialmente, do camu-camu na saúde, já que esse fruto mostrou ser mais eficiente na redução dos níveis de lipoproteínas que o ácido ascórbico sintético”, afirmou a pesquisadora Francisca Souza em comunicado do INPA.

O estudo foi realizado com dois grupos de controle. Um deles recebeu cápsulas da fruta em pó, enquanto ao segundo foram dadas cápsulas com vitamina C sintética.

Os indivíduos do primeiro grupo registraram um aumento notável nos níveis de ácido ascórbico e uma queda significativa dos números de glicemia. No segundo quase não houve um queda nos últimos valores.

De acordo com os encarregados pelo estudo, que pesquisam as propriedades do camu-camu há mais de dez anos, a vitamina C tem uma alta porcentagem de antocianina, uma substância que age como antioxidante e previne doenças cardiovasculares, assim como alguns tipos de câncer.

“O camu-camu apresenta um alto potencial a ser explorado como um alimento funcional (elaborados para cumprir uma função específica) tanto na Amazônia como nos grandes mercados, como Ásia, Europa e Estados Unidos”, disse a pesquisadora Lucia Yuyama.

O uso do camu-camu já é comum em nível mundial como complemento nutricional e fitoterapêutico para tratamento da depressão e fortalecimento do sistema imunológico.

Marcados com: ,
Publicado em Ciência Médica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Login

Registrar | Perdeu sua senha?