RELÓGIO BIOLÓGICO

Pesquisa aponta que relógio biológico pode ajudar a acabar com o câncer

O estudo destaca o importante papel do relógio circadiano como modulador das decisões do destino celular e reforça ainda mais a função desse relógio como mecanismo para a prevenção do câncer.

  • DivulgaçãoDivulgação
Divulgação

relógio biológico do corpo humano pode ajudar a acabar com o câncer, de acordo com um estudo publicado nesta quinta-feira pela revista especializada “PLOS Biology“.

A pesquisa, divulgada pela doutora Angela Relógio, da Universidade Charité-médica de Berlim, foi realizada com ratos e sugere que o relógio biológico pode contribuir para reprimir o câncer.

O estudo lembra que o corpo humano tem um relógio biológico interno ou “circadiano”, que se move diariamente e sincroniza com o tempo solar.

Angela e seus colegas apresentam a hipótese de que, dada a gama de processos moleculares dependentes do tempo que regula, incluindo o metabolismo, a reparação do DNA e o ciclo celular, o relógio circadiano tem o potencial de agir como um supressivo tumoral.

relógio se sincroniza com os ciclos ambientais claros e escuros e ajuda a orquestrar patrões metabólicos e comportamentais, como ciclos diários de repouso e atividade.

Muitas doenças, incluindo o câncer, podem interromper o relógio e torná-lo louco.

No entanto, a médica aponta, quando as células do corpo se multiplicam, seguem um calendário diferente conhecido como ciclo celular, no qual duas células filhas são produzidas pela divisão celular ao final do ciclo.

Muitos tipos de câncer implicam um ciclo celular disfuncional ou hiperativo, que permite que as células tumorais se multipliquem incontrolavelmente.

Descobertas

Os pesquisadores descobriram que quando eles alteraram uma proteína chamada RAS, que é ativada inadequadamente em cerca de um quarto de todos os tumores humanos, e duas proteínas chamadas INK4a e ARF, que podem reprimir o câncer, houve uma interferência entre o relógio circadiano e o ciclo celular.

A proteína RAS, que é conhecida pelo controle do ciclo celular, também controla os ritmos circadianos e exerce seu efeito sobre o relógio circadiano através do INK4a e ARF.

O estudo destaca o importante papel do relógio circadiano como modulador das decisões do destino celular e reforça ainda mais a função desse relógio como mecanismo para a prevenção do câncer.

“De acordo com nossos resultados, parece que o provavelmente atua como um supressor de tumor, e que é uma vantagem para as células cancerosas escaparem do controle circadiano”, afirmou Angela Relógio.

As descobertas de Angela e seus colegas revelam que uma nova complexidade, o tempo interno, pode ser relevante para tratar o câncer de forma harmonizada com estudos recentes que propõem o uso da cronoterapia, em que os tempos de sono e vigília para restabelecer o relógio biológico do paciente.

Com esses dados, a equipe de pesquisa acredita que é possível “repensar o tratamento do câncer”, incluindo o fator do tempo interno, para alcançar os melhores efeitos terapêuticos.

Marcados com: , ,
Publicado em Ciência Médica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Login

Registrar | Perdeu sua senha?