PREVENÇÃO

Países debaterão como aplicar tratado para evitar contaminação por mercúrio

“O mercúrio é um dos neurotóxicos mais potentes do planeta”, disse, em coletiva, o presidente do comitê negociador, Fernando Lugris.

  • FOTOTECA RAQUELFOTOTECA RAQUEL
FOTOTECA RAQUEL

Os países-membros da Convenção de Minamata, que regula o uso do mercúrio se reunirão em Genebra, na Suíça, para promover a implementação deste novo tratado que pretende reduzir radicalmente a contaminação que provoca.

“O mercúrio é um dos neurotóxicos mais potentes do planeta”, disse, em coletiva, o presidente do comitê negociador, Fernando Lugris.

A Convenção de Minamata entrou em vigor em 16 de agosto, depois da ratificação deste tratado internacional por parte de 50 dos 128 países que o assinaram, incluindo o Brasil, e os Estados-membros se reunirão a partir de domingo em Genebra para impulsionar a sua implementação.

A Convenção leva o nome da cidade japonesa de Minamata, onde houve contaminação persistente de mercúrio por mais de 30 anos e onde em 1956 foi descoberto que tal poluição provocava graves danos neurais. As vítimas se contaminaram depois de comer peixes que tinham entrado em contato com o mercúrio despejado ilegalmente por uma indústria no mar.

O mercúrio está na lista dos dez elementos químicos mais perigosos para a saúde humana, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Marcados com: , , , ,
Publicado em Saúde e Bem-estar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Login

Registrar | Perdeu sua senha?