ZIKA VÍRUS

ONU Brasil emite nota sobre o vírus Zika e os casos de microcefalia no país

Confira a nota na íntegra.

  • mas infoGRA154. RÍO DE JANEIRO, 26/01/2016.- Agentes de la Secretaría Municipal de Salud de Río de Janeiro desinfectaron hoy, 26 de enero de 2016, las instalaciones del Sambódromo, donde a partir del 5 de febrero se comenzaran los desfiles del Carnaval carioca, para prevenir posibles brotes del mosquito Aedes aegypti, transimisor de los virus del Zika, del Dengue y del Chikunguña. El Sambódromo de Río tambien recibirá las pruebas de tiro con arco en los Juegos Olímpicos Río 2016. EFE/Marcelo SayãoEFE/Marcelo SayãoEFE/Marcelo Sayão
EFE/Marcelo Sayão

O escritório da Organização das Nações Unidas (ONU) no Brasil publicou hoje uma nota em que expressa sua solidariedade à população brasileira neste momento de emergência da saúde pública e reforça que é preciso combater os criadouros do mosquito Aedes aegypti e reforça o anúncio da presidenta da República, Dilma Rousseff, realizado ontem em rede nacional, sobre o engajamento de todos os recursos do Estado brasileiro na luta contra o mosquito.

O Sistema das Nações Unidas expressa sua total solidariedade com a população e o Governo do Brasil, que estão enfrentando com energia a emergência de saúde pública provocada pela disseminação do vírus zika e pelos casos de microcefalia.

Trata-se de uma emergência de saúde pública que também está ocorrendo em muitos outros países, especialmente nas Américas, que deve ser enfrentada por meio de uma resposta coordenada.

É preciso combater os criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor do vírus zika e de outras doenças, avançar na detecção de infecções e malformações congênitas, acelerar a disponibilidade de testes de diagnósticos e o desenvolvimento de vacinas, e proteger as pessoas em risco, especialmente as mulheres em idade reprodutiva e durante a gravidez.

O Sistema das Nações Unidas no Brasil saúda o anúncio da Presidenta da República, Dilma Rousseff, na quarta-feira 3 de fevereiro, sobre o engajamento de todos os recursos do Estado brasileiro na luta contra o mosquito Aedes aegypti – no momento atual, a forma mais eficaz de prevenir a proliferação do vírus zika e dos casos de microcefalia possivelmente associados a este.

As agências das Nações Unidas já colaboram com o Governo brasileiro na luta contra o vírus zika, inclusive levando informações à população, por meio das redes sociais, para que as pessoas possam se proteger e ajudar no combate ao mosquito.

As 24 entidades do Sistema das Nações Unidas no Brasil colocam seus recursos à disposição para colaborar com o esforço do Governo e da sociedade brasileira no combate ao vírus zika, até eliminar esta perigosa ameaça contra a saúde pública.

Sistema das Nações Unidas no Brasil
Brasília, 4 de fevereiro de 2016

Marcados com: , , ,
Publicado em Dicas e curiosidades

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Login

Registrar | Perdeu sua senha?