​​ Campanha da OMS adverte sobre resistência a antibióticos

A OMS lançou uma campanha mundial de conscientização sobre o uso de antibióticos, destacando os riscos da cada vez maior resistência a estes remédios.

  • ​​ Campanha da OMS adverte sobre resistência a antibióticos
​​ Campanha da OMS adverte sobre resistência a antibióticos
A Organização Mundial da Saúde (OMS) lançou uma campanha mundial de conscientização sobre o uso de antibióticos, destacando os riscos da cada vez maior resistência a estes remédios.
A semana mundial de conscientização, celebrada até dia 20 de novembro, alerta para a resistência da população mundial aos antibióticos e quer promover práticas ótimas entre cidadãos, trabalhadores da área da saúde e políticos para evitar que este problema apareça e se expanda, explicou a OMS.

Comunicação, educação e formação

A campanha está sendo divulgada nas redes sociais da Organização Mundial de Saúde, Twitter, Facebook, Instagram e YouTube, além de em seu site, em que a OMS lembra que na Assembleia Mundial da Saúde, realizada em maio de 2015, foi aprovado um plano mundial de ação para combater o crescente problema da resistência aos antibióticos e a outros anti–microbianos.

Um dos principais objetivos do plano é aumentar a compreensão sobre o que é e a gravidade da resistência aos antimicrobianos através de comunicação, educação e formação.

Outros são reforçar os conhecimentos através da vigilância e da pesquisa, reduzir a incidência das infecções, utilizar de forma ótima os agentes antimicrobianos, preparar argumentos econômicos a favor de um investimento sustentável que leve em conta as necessidades dos países e aumentar o investimento em novos remédios, meios de diagnóstico, vacinas e outras intervenções.

O lema da campanha “Antibióticos: use com cuidado” reflete a mensagem de que os antibióticos são um recurso valioso que é preciso preservar e que deveriam ser utilizados para tratar as infecções bacterianas somente sob prescrição médica ou veterinária.

O que é essa resistência aos antibióticos?

Segundo a OMS, a resistência aos antibióticos é hoje uma das maiores ameaças para a saúde mundial, a segurança alimentar e o desenvolvimento.

Essa resistência é um fenômeno natural, mas o uso indevido destes fármacos no ser humano e em animais está acelerando o processo e cada vez é maior o número de infecções – como pneumonia, tuberculose e gonorréia – cujo tratamento tem se tornado mais difícil devido à perda de eficácia dos antibióticos.
A resistência a antibióticos prolonga as estâncias hospitalares, aumenta os custos médicos e aumenta a mortalidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Login

Registrar | Perdeu sua senha?