Câncer Economia

Mortes prematuras por câncer minam produtividade dos BRICS, alerta OMS

Os países do BRICS, que contam com mais de 40% da população mundial e 25% da riqueza produzida, acumulam 42% das mortes relacionadas com câncer.

  • Foto: DivulgaçãoFoto: Divulgação
Foto: Divulgação

Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, as principais economias emergentes conhecidas como BRICS, perderam US$ 46,2 bilhões em 2012 em produtividade por culpa de mortes prematuras relacionadas com tumores, segundo a Agência Internacional de Pesquisa em Câncer (IARC).

“Estudar o impacto econômico do câncer nas economias emergentes nos leva a pensar na importância de frear cânceres evitáveis nestes países. Não se trata só do alto custo humano, mas também do seu impacto na economia”, afirmou a principal autora do relatório publicado no “Journal Cancer”, Alison Pearce.

Os países do BRICS, que contam com mais de 40% da população mundial e 25% da riqueza produzida, acumulam 42% das mortes relacionadas com câncer.

A IARC, com sede em Lyon (sudeste da França), pede que estes países promovam “mudanças no estilo de vida” – evitar o sedentarismo, a ingestão de álcool e o consumo de tabaco – para prevenir estas dolências.

A agência pede ainda que se ponha em prática mais políticas sanitárias e cita como exemplo a vacinação contra o vírus da hepatite B para prevenir o câncer de fígado, que atinge especialmente a China, ou a dirigida contra o vírus do papiloma humano (HPV), para evitar o câncer do colo do útero.

Por países, a IARC alerta para o rápido “crescimento dos índices de obesidade” no Brasil como um fator de risco, da mesma forma que o tabaco.

“Apesar das exitosas políticas de controle do tabaco, como a implementada no Brasil, esta substância permanece como um significativo aumento do risco” tanto no Brasil como na África do Sul, frisou o estudo.

Na Índia, o tabaco mascado é “um dos principais fatores” associados com a mortalidade prematura relacionada com os cânceres de lábio e da cavidade oral.

A China, o mais povoado dos BRICS, é o país com maiores perdas de produtividade, US$ 28 bilhões, por culpa de tumores cancerosos como o de fígado, enquanto na Rússia os cânceres de pescoço e cabeça aparecem relacionados com a elevada ingestão de álcool.

Marcados com: ,
Publicado em Ciência Médica     Doenças e Tratamentos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Login

Registrar | Perdeu sua senha?