EBOLA

Governo do Mali declara o país livre do ebola

Ousmane Koné, ministro da Saúde do Mali, afirmou neste domingo que seu país foi declarado oficialmente livre do vírus ebola, após 42 dias sem novos casos registrados.

  • mas info- (ESTADOS UNIDOS), 05/08/2014.- Imagen facilitada hoy 5 de agosto de 2014 por el Centro para el Control y Prevención de Enfermedades (CDC) estadounidense que muestra el virus del Ébola. El Departamento de Salud Pública (CPH) de la ciudad de Columbus (Ohio) confirmó hoy que se investiga un posible caso de ébola en una mujer de 46 años internada en un hospital local después de regresar a Estados Unidos de un viaje por África Occidental. EFE/Cynthia Goldsmith **SÓLO USO EDITORIAL**Foto: Imagem microscópica do vírus ebola/DivulgaçãoFoto: Imagem microscópica do vírus ebola/Divulgação
  • mas info- (ESTADOS UNIDOS), 05/08/2014.- Imagen facilitada hoy 5 de agosto de 2014 por el Centro para el Control y Prevención de Enfermedades (CDC) estadounidense que muestra el virus del Ébola. El Departamento de Salud Pública (CPH) de la ciudad de Columbus (Ohio) confirmó hoy que se investiga un posible caso de ébola en una mujer de 46 años internada en un hospital local después de regresar a Estados Unidos de un viaje por África Occidental. EFE/Cynthia Goldsmith **SÓLO USO EDITORIAL**Foto: Imagem microscópica do vírus ebola/Divulgação
Foto: Imagem microscópica do vírus ebola/Divulgação

Ousmane Koné, ministro da Saúde do Mali, afirmou neste domingo que seu país foi declarado oficialmente livre do vírus ebola, após 42 dias sem novos casos registrados.

“O último paciente infectado com o vírus conseguiu se recuperar e recebeu alta no começo de dezembro, por isso que depois de 42 dias sem novos casos se considera que o Mali está livre da doença”, completou o ministro, que confirmou que mais de 300 pacientes chegaram a estar sob observação.

Koné ressaltou que os viajantes ou mercadorias que procedam ou que se dirijam para o Mali não serão submetidos a um tratamento especial no exterior.

O ministro agradeceu ao Governo, responsáveis de saúde do país, assim como os representantes da Organização Mundial da Saúde (OMS) no Mali por seus esforços para pôr fim à epidemia.

Além disso, Koné pediu à população para manter as medidas de higiene preventivas que foram recomendadas por seu departamento, assim como para evitar os deslocamentos para as áreas afetadas pelo ebola.

A primeira vítima fatal do ebola foi anunciada no Mali no começo de outubro do ano passado. Foram ao todo seis casos fatais.

Segundo os últimos dados da OMS sobre o comportamento da doença, os casos de ebola (confirmados, prováveis e suspeitos) chegam a 21.712, enquanto os mortos por esta epidemia já somam 8.820.

Marcados com:
Publicado em Doenças e Tratamentos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Login

Registrar | Perdeu sua senha?