Ebola

Governo da Libéria confirma que há 5 casos de ebola no país

O governo da Libéria confirmou nesta terça-feira que há apenas cinco casos de ebola no país, o que representa um grande avanço na luta para erradicar uma epidemia que causou quase 9 mil mortes no oeste da África.

  • mas infoLIB003 MONROVIA (LIBERIA) 08/08/2014.- Fotografía facilitada hoy, viernes 8 de agosto de 2014, en la que aparecen dos enfermeros liberianos mientras revisan sus equipos de protección individual antes de transportar el cuerpo de una víctima del ébola para su entierro en la comunidad de Banjor, a las afueras de Monrovia (Liberia), el pasado 6 de agosto. La Organización Mundial de la Salud (OMS) declaró hoy el brote de ébola en Africa occidental como una emergencia pública sanitaria internacional y recomendó medidas excepcionales para detener su transmisión. Los países donde hay transmisión del ébola tendrán -entre varias otras medidas- que efectuar exámenes a la salida de aeropuertos, puertos marítimos y en cruces fronterizos de toda persona con síntomas febriles que puedan asociarse al ébola. Según las estadísticas de la OMS, 932 pacientes han muerto de ébola en África Occidental, la mayoría de ellas en Liberia. EFE/Ahmed JallanzoEFE/Ahmed JallanzoEFE/Ahmed Jallanzo
EFE/Ahmed Jallanzo

O governo da Libéria confirmou nesta terça-feira que há apenas cinco casos de ebola no país, o que representa um grande avanço na luta para erradicar uma epidemia que causou quase 9 mil mortes no oeste da África.

“Se tudo ocorrer bem e outras pessoas não se contagiarem, chegaremos a zero casos. Estamos lutando para conter a epidemia e para que a Organização Mundial de Saúde (OMS) declare a Libéria como livre de ebola”, disse o vice-ministro de Saúde do país, Tolbert Nyenswah, ao jornal local “Daily Observer”.

Segundo Nyenswah, ainda há riscos de novos contágios. Outras 25 pessoas foram colocadas em quarentena após terem contato com uma mulher infectada pelo vírus, que morreu na última semana, no subúrbio de Paynesville, na capital Monróvia.

“A Libéria está perto de erradicar esse vírus mortal e o governo segue trabalhando duro na luta contra o ebola, como demonstrado pela redução do número de contágios em todo o país”.

De acordo com os últimos relatórios da OMS, a Libéria é o único país onde uma redução dos níveis de transmissão do vírus tem sido observada. Há uma estabilização do número de casos em Serra Leoa, porém, na Guiné, não há sinais de que a epidemia tenha sido controlada.

O primeiro caso do atual surto da doença ocorreu em dezembro de 2013, no estado de Guéckédou, na Guiné. De lá, o vírus se expandiu para o resto do país e cruzou as fronteiras da Libéria e de Serra Leoa, até infectar quase 22 mil pessoas.

Marcados com: , ,
Publicado em Doenças e Tratamentos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Login

Registrar | Perdeu sua senha?