TRANSPLANTE

Força Aérea Brasileira terá que dispor pelo menos um avião para transporte de órgãos

Atualmente, cerca de 32 mil brasileiros aguardam transplantes em listas de espera.

  • Força Aérea Brasileira terá que dispor pelo menos um avião para transporte de órgãos
Força Aérea Brasileira terá que dispor pelo menos um avião para transporte de órgãos

Por determinação do presidente interino do Brasil, Michel Temer, pelo menos um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) esteja sempre disponível para ajudar no transporte de órgãos destinados a transplantes no país.

“Para nossa tristeza cívica, comprovamos que não havia aviões da FAB para o transportar esse material”, disse Temer sobre as recentes publicações do fim de semana divulgadas pela imprensa local, as quais constataram que entre 2013 e 2015, por falta de aviões institucionais, não deu para cumprir o translado de 153 órgãos.

Segundo a informação publicada pelo O Globo, assim como a FAB não pôde transportar esses órgãos por falta de aviões disponíveis e, no mesmo período, realizou-se 716 vôos para autoridades dos três poderes da República.

Temer explicou que sua decisão será focada em um decreto que será publicado amanhã e determinará que a FAB mantenha um “avião permanente em solo e a disposição de qualquer chamado para o transporte de órgãos ou para transportar um paciente até onde esteja o órgão necessitado”.

A FAB já tinha o papel de transportar órgãos e doentes, especialmente em caso de emergência, mas sem os veículos disponíveis a tarefa não se cumpria.

Atualmente, cerca de 32 mil brasileiros aguardam transplantes em listas de espera.

 

Publicado em Doenças e Tratamentos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Login

Registrar | Perdeu sua senha?