DOAÇÃO DE SANGUE

Doação de sangue movimenta festival de música na Transilvânia

“Pay with blood” (Pagamento com sangue), é o nome da iniciativa do Untold Festival, que procura transformar, não em vampiros mas em doadores, os jovens que queiram ver de graça ou com desconto a DJs como David Guetta e Avicii.

  • Foto: DivulgaçãoFoto: Divulgação
Foto: Divulgação

O mitológico conde Drácula volta a sugar o sangue na Transilvânia, mas desta vez para uma boa causa. Um festival de música eletrônica oferece entradas em troca de doações para conscientizar sobre a escassez de doadores na Romênia.

“Pay with blood” (Pagamento com sangue), é o nome da iniciativa do Untold Festival, que procura transformar, não em vampiros mas em doadores, os jovens que queiram ver de graça ou com desconto a DJs como David Guetta e Avicii.

“Aproveitamos o perfil internacional que a marca Drácula poderia dar ao festival e a escassez de doações que se realizam na Romênia para levar em frente esta ideia”, contou a Efe Stefana Giurgiu, responsável de comunicação do Untold Festival, realizado do 30 de julho ao 2 de agosto.

O resultado parece notável: mais de 400 doadores apareceram em três dias de coleta no centro de transfusões de Cluj-Napoca, sede do festival, e ultrapassaram as expectativas dos promotores.

“Pedimos a muita gente que retornasse no dia seguinte, já que não conseguíamos acompanhar a oferta. Infelizmente, nossas capacidades são limitadas”, assinalou a encarregada de promoção do evento.

Além de Cluj, foi organizada outra campanha de doação de sangue em troca de entradas em Bucareste entre os dias 17 e 19 de julho, datas nas quais , segundo os organizadores, doaram sangue quase 100 pessoas.

“Não para de tocar o telefone desde que anunciamos a campanha; por enquanto, tudo transcorre com sucesso”, revelou Giurgiu.

Até o 24 de julho ainda dá para conseguir as entradas com desconto nas dezenas de unidades móveis de doação espalhadas por 42 cidades do país.

Os dados mostram a situação crítica do país: 17 de cada 1.000 romenos são doadores de sangue, um número baixíssimo se comparado, por exemplo, com o de 40 de cada 1.000 que doam na Espanha. No Brasil esse número é tão baixo quanto, em 2014, a taxa de doação de sangue para cada mil habitantes foi de 18,49.

A quantidade de doações existente quase não consegue cobrir as urgências e a metade das operações, o que gera uma rede de corrupção e subornos, inclusive na saúde pública, para ter acesso às transfusões.

Os organizadores acham que esta iniciativa conseguirá que muitos jovens se encorajem a doar sangue e que percam o medo de doar.

Segundo um estudo da associação React, que fomenta as campanhas de doações, as causas de desinteresse que argumentam os cidadãos são a falta de tempo, o medo de contrair doenças e a escassez de locais adequados para colher o sangue.

O Untold Festival, que será realizada do 30 de julho ao 2 de agosto, em Cluj-Napoc, cidade no coração de Transilvânia, e recorre à figura histórica de Vlad Tepes, o príncipe de Valáquia do século XV que inspirou ao romancista irlandês Bram Stoker a criar a lenda do vampiro Drácula.

“No contexto em que Romênia se encontra hoje, com uma falta urgente de sangue nos centros médicos, uma campanha que se inspira nesta lenda para atrair a atenção sobre um problema real é mais que bem-vinda”, ressaltou o diretor do festival, Bodgan Buta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Login

Registrar | Perdeu sua senha?