NUTRIÇÃO

Dicas de como evitar alergias e intolerância alimentar

Alergia ou intolerâncias alimentar, são tudo a mesma coisa? A nutricionista espanhola Laura González dá dicas culinárias para evitar reações adversas na preparação e consumo de alimentos.

  • Mark A. Philbrick/BYU PhotoMark A. Philbrick/BYU Photo
Mark A. Philbrick/BYU Photo

A nutricionista Laura González, responsável de Saúde e Nutrição da Nestlé e nova colaboradora do programa de rádio da EFE “El Bisturí“, substituindo a Anabel Aragón, destacou que “a única forma de saber se alguém tem reação a algum produto é a partir de diagnóstico médico”.

As alergias ou intolerâncias alimentares são reações adversas causadas ao consumir um alimento ou algum de seus componentes e o grau da reação pode tanto ser leve quanto grave.

“O que é muito importante é que as pessoas afetadas tomem precauções na hora de organizar sua alimentação para não comprometer a saúde”, sustém a especialista.

Ela aponta que entre as frutas que mais causam alergia são a maçã, o kiwi, a banana, o abacaxi e os morangos.

Seguir uma dieta saudável é possível sabendo que alergias ou intolerâncias alimentares devem excluir os alimentos que contenham o alergênico ou que faça parte de preparos com seus ingredientes”, esclarece.

Alergias o intolerancias alimentarias

EFE/Toni Albir

 

Mas em que se diferenciam as alergias das intolerâncias alimentares? Enquanto que as alergias provocam alterações do sistema imunológico (conteúdo em espanhol) produzidas pela exposição a um ou vários alergênicos, as intolerâncias alimentares ocorrem principalmente por alguma alteração digestiva.

Em alergias, os sintomas mais comuns são tosse, coceira, erupções na pele, dor abdominal, diarreias, etc. Em casos graves, pode acontecer uma reação conhecida como choque anafilático, que requer tratamento imediato já que puede chegar a provocar a morte em poucos minutos.

“Estas pessoas devem levar sempre a informação sobre sua condição e uma dose de medicamento para sua aplicação imediata em caso de necessidade”, assevera Laura González.

Os sintomas de uma intolerância alimentar costumam ser mais de caráter digestivo, tais como diarreia, vômitos, dor abdominal e além disso, se trata de sintomas que não aparecem de forma súbita.

“Quando uma pessoa celíaca consome algum alimento que contém glúten, é produzida uma alteração grave em seu intestino que o impede de absorver corretamente os nutrientes. Isto dará lugar a problemas digestivos que podem ocasionar desnutrição, além de outras doenças importantes do sistema digestivo”, adverte a nutricionista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Login

Registrar | Perdeu sua senha?