GENÉTICA

Descoberto novo gene responsável por alterações cardíacas e morte súbita

A pesquisa comandada por Carlos López-Otín, catedrático de Bioquímica e Biologia Molecular da Universidade de Oviedo e Xose S. Puente do Instituto de Oncologia da mesma universidade, analisou o genoma de pacientes com miocardiopatia hipertrófica.

  • EFE/MIGUEL ANGEL MOLINAEFE/MIGUEL ANGEL MOLINA
EFE/MIGUEL ANGEL MOLINA

Um gene mutado é responsável por alguns casos de alterações cardíacas e morte súbita, segundo uma pesquisa de cientistas espanhóis publicada nesta quarta-feira.

A pesquisa comandada por Carlos López-Otín, catedrático de Bioquímica e Biologia Molecular da Universidade de Oviedo e Xose S. Puente do Instituto de Oncologia da mesma universidade, analisou o genoma de pacientes com miocardiopatia hipertrófica.

“O estudo genômico nos permitiu concluir que mutações no gene FLNC, codificante de uma proteína denominada filamina C, causam miocardiopatia hipertrófica em oito das famílias estudadas”, afirmou Puente.

Pesquisa de Carlos López Otín, analisa genoma de pacientes com miocardiopatia hipertrófica. EFE/Arquivo

Em declarações à Agência Efe, Ana Gutiérrez-Fernández, co-autora do estudo, publicado na “Nature Communications”, comenta que o novo gene identificado “permite explicar a causa da doença em um grupo de pacientes sem mutações nos genes conhecidos”.

A descoberta permitirá identificar as pessoas portadoras desta mutação no gene FLNC, fazer um “acompanhamento clínico mais personalizado” e aplicar um tratamento específico e, inclusive, se for necessário, se poderá implantar nelas um desfibrilador que evite o processo que desencadeia a morte súbita nestes pacientes, destacou a pesquisadora.

Publicado em Ciência Médica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Login

Registrar | Perdeu sua senha?