ZIKA VÍRUS

Contra dengue, Argentina faz acordo com empresas e baixa preço de repelente

Em comunicado, o Ministério de Produção da Argentina anunciou que o convênio estabelece um aumento de 529% no abastecimento do produto em toda a rede de distribuição a partir de fevereiro, com especial foco no nordeste do país, onde serão distribuídos 40% dos repelentes.

  • mas infoBRA108. BRASILIA (BRASIL), 27/01/2016.- Una mujer utiliza un repelente de mosquitos hoy, miércoles 27 de enero de 2016, en Brasilia (Brasil). El Gobierno de Brasil anunció que repartirá de forma gratuita repelentes de insectos a las mujeres embarazadas que están adscritas a los programas de asistencia a los pobres, para prevenir que se contagien del zika. El ministro de Salud, Marcelo Castro, recomendó que el resto de la población, la que no está atendida por los programas asistenciales gubernamentales, que compren repelentes de mosquitos aprobados por las autoridades sanitarias. EFE/Fernando Bizerra Jr.Foto: EFE/Fernando Bizerra Jr.Foto: EFE/Fernando Bizerra Jr.
Foto: EFE/Fernando Bizerra Jr.

O governo da Argentina fez um acordo nesta quarta-feira com a principal empresa produtora e supermercados do país para reduzir o preço do repelente em cerca de 25% para ajudar na luta contra a dengue, cujo avanço em várias províncias preocupa as autoridades.

Em comunicado, o Ministério de Produção da Argentina anunciou que o convênio estabelece um aumento de 529% no abastecimento do produto em toda a rede de distribuição a partir de fevereiro, com especial foco no nordeste do país, onde serão distribuídos 40% dos repelentes.

“Frente ao avanço do vírus da dengue é imprescindível somar esforços de todos os setores. As empresas têm muito para fornecer na emergência e esse é um sinal muito positivo de compromisso” afirmou o secretário de Comércio da Argentina, Miguel Braun.

O uso de repelentes é uma das medidas aconselhadas pelo Ministério da Saúde da Argentina para evitar o avanço da doença no país. Só na cidade de Buenos Aires já há 24 casos confirmados, apesar de os pacientes terem sido contaminados em outros países.

Em todo o país, já foram registradas mais de 1.000 notificações de dengue. A Argentina também investiga o primeiro caso de zika vírus na capital.

Marcados com: , , ,
Publicado em Dicas e curiosidades

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Login

Registrar | Perdeu sua senha?