GRIPES

Com a mudança climática, como se livrar da gripe?

As mudanças bruscas no clima pioram a qualidade do ar respirado, em especial, quando a massa de ar frio dificulta a corrente de ventos, fazendo precipitar o material particulado da atmosfera nas grandes cidades.

  • Com a mudança climática, como se livrar da gripe?
Com a mudança climática, como se livrar da gripe?

As mudanças bruscas no clima pioram a qualidade do ar respirado, em especial, quando a massa de ar frio dificulta a corrente de ventos, fazendo precipitar o material particulado da atmosfera nas grandes cidades.

Dessa forma, prejudica, sobretudo, a nossa saúde respiratória e contribuindo para o agravamento de doenças como asma e rinite, e facilitando a transmissão de gripes e resfriados.

Outro fator que afeta as vias aéreas respiratórias é a baixa umidade do ar. De acordo com a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS), o índice de qualidade do ar considerado aceitável deve estar acima de 30%.

“Quando a umidade relativa do ar está abaixo de 30%, já pode se ter comprometimento do funcionamento das mucosas nasais. Sintomas como secura, obstrução e sangramento nasal podem ocorrer.”, explica a gerente médica da unidade MIP do Aché Laboratórios Farmacêuticos, Dra. Talita Poli Biason.

Além disso, a falta de hidratação das vias aéreas diminui as defesas naturais contra os vírus, bactérias e outros microrganismos. “O nariz é como um filtro que evita a entrada de partículas e agentes agressores. Porém, as narinas ressecadas, podem não desempenhar tão bem essa importante função”, comenta Dra. Talita Poli Biason.

 

O que fazer?

Para reduzir os efeitos das alterações climáticas, a médica recomenda a realização da lavagem nasal diariamente. “A higienização ajuda a remover mecanicamente pequenas partículas que foram inaladas, evita a secura do nariz e também fluidifica a secreção da região, favorecendo a defesa natural da mucosa nasal. O ideal é utilizar uma solução de cloreto de sódio 0,9%”, orienta a médica.

Outras medidas importantes recomendadas para auxiliar na diminuição da transmissão de gripes e resfriados são: lavar as mãos com frequência, evitar ambientes fechados e com aglomeração e deixar o ambiente sempre arejado.

“Manter uma alimentação saudável e cuidar da hidratação com a ingestão de, no mínimo, dois litros de água todos os dias são cuidados essenciais na prevenção da maioria das doenças infecciosas respiratórias além de melhorar a qualidade de vida”, sugere a gerente médica do Aché.

Contudo, se o indivíduo já estiver doente, é importante intensificar a lavagem nasal e procurar um médico para indicação do melhor tratamento. Em alguns casos, o emprego de medicamento que associa descongestionante nasal de uso sistêmico (cloridrato de fenilefrina) com anti-histamínico (maleato de bronfeniramina) pode ser indicado para diminuição dos sintomas.

Marcados com: ,
Publicado em Doenças e Tratamentos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Login

Registrar | Perdeu sua senha?