EBOLA VACINA

Clínica alemã testará em humanos uma vacina contra o ebola

A Clínica Universitária de Hamburgo-Eppendorf (UKE) testará em humanos, pela primeira vez na Alemanha, uma vacina contra o ebola, já testada com sucesso em animais e que está sendo estudada também nos Estados Unidos.

  • A vacina já tinha sido patenteada no Brasil em 2005, mas agora será reconhecida internacionalmente. Foto: EFE/Matthias Hiekel A vacina já tinha sido patenteada no Brasil em 2005, mas agora será reconhecida internacionalmente. Foto: EFE/Matthias Hiekel
A vacina já tinha sido patenteada no Brasil em 2005, mas agora será reconhecida internacionalmente. Foto: EFE/Matthias Hiekel

A Clínica Universitária de Hamburgo-Eppendorf (UKE) testará em humanos, pela primeira vez na Alemanha, uma vacina contra o ebola, já testada com sucesso em animais e que está sendo estudada também nos Estados Unidos.

Segundo informou nesta segunda-feira o centro hospitalar, esta substância ativa, facilitada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), contém um vírus portador inócuo ao qual se incorporou um pequeno elemento do vírus do ebola.

“Por isso, não existe risco algum para os voluntários de contágio por ebola através da vacina”, ressaltou a responsável pelo estudo, a especialista em medicina tropical, Marylyn Addo.

A clínica universitária indicou que a vacina rVSV-ZEBOV será testada durante os próximos seis meses, inicialmente em 30 voluntários, e que as primeiras doses serão aplicadas nas próximas semanas.

Se todas as fases de testes terminarem com sucesso, a expectativa é poder utilizar a vacina a partir do quarto trimestre de 2015, informou uma porta-voz da UKE.

A porta-voz acrescentou que, se então a atual epidemia de ebola estiver controlada, o princípio ativo poderia ser empregado em futuros surtos.

A vacina rVSV-ZEBOV oferece proteção contra esta doença com uma única dose em animais e possui o potencial de ter efeito inclusive imediatamente após uma infecção com o vírus do ebola.

“Em vários estudos não clínicos, a vacina foi capaz de proteger animais de laboratório do mortal vírus do ebola”, assegurou o Centro Alemão para a Pesquisa de Infecções (DZIF), que apoia o estudo da UKE.

Nesta semana, cientistas da Clínica Universitária de Tübingen devem começar a testar também a vacina em voluntários no Gabão.

Nos Estados Unidos esta substância ativa já está sendo testada e a Suíça começará em breve o estudo em humanos, detalhou a UKE.

Marcados com: , , ,
Publicado em Ciência Médica     Doenças e Tratamentos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Login

Registrar | Perdeu sua senha?