CÂNCER

Cientistas conseguem detectar câncer de pulmão através de exame de sangue

Segundo comunicado do Centro Hospitalar Universitário de Nice, os pesquisadores demostraram em um estudo divulgado pela revista americana “Plos One”, que é possível detectar células cancerosas “sentinelas” nos pacientes com risco de desenvolver câncer de pulmão.

  • mas infoGRA132. MADRID, 18/01/2013.- Fotografía facilitada por el hospital de La Paz del primer trasplante pulmonar infantil realizado en diciembre pasado, en el que Anaz, un niño español de origen marroquí de doce años, con dos pulmones donados, se ha convertido en el primer paciente del programa de Trasplante Pulmonar Infantil conjunto entre los hospitales de La Paz y Puerta de Hierro. El niño, que vivía su enfermedad "al límite", es el primer trasplante de este tipo realizado en Madrid, Comunidad que a partir de ahora realiza todos los trasplantes de órganos acreditados por la Organización Nacional de Trasplantes (ONT). EFENa imagem, um transplante de pulmão por causa da doença. Foto: EFENa imagem, um transplante de pulmão por causa da doença. Foto: EFE
  • mas infoGRA132. MADRID, 18/01/2013.- Fotografía facilitada por el hospital de La Paz del primer trasplante pulmonar infantil realizado en diciembre pasado, en el que Anaz, un niño español de origen marroquí de doce años, con dos pulmones donados, se ha convertido en el primer paciente del programa de Trasplante Pulmonar Infantil conjunto entre los hospitales de La Paz y Puerta de Hierro. El niño, que vivía su enfermedad "al límite", es el primer trasplante de este tipo realizado en Madrid, Comunidad que a partir de ahora realiza todos los trasplantes de órganos acreditados por la Organización Nacional de Trasplantes (ONT). EFENa imagem, um transplante de pulmão por causa da doença. Foto: EFE
Na imagem, um transplante de pulmão por causa da doença. Foto: EFE

Uma equipe de pesquisadores franceses descobriu um sistema de detecção precoce do câncer de pulmão através de um simples exame de sangue, o que poderia antecipar o diagnóstico da doença em vários anos.

Segundo comunicado do Centro Hospitalar Universitário de Nice, os pesquisadores demostraram em um estudo divulgado pela revista americana “Plos One”, que é possível detectar células cancerosas “sentinelas” nos pacientes com risco de desenvolver câncer de pulmão.

Dessa forma, o diagnóstico pode ser realizado meses ou inclusive anos antes de outros exames mostrarem a presença de células tumorais.

“Trata-se de um grande passo no campo da medicina moderna: preventivo, personalizado e não invasivo”, ressalta o centro sobre o avanço apresentado pela equipe dirigida pelo professor Paul Hofman.

Estudos feitos com animais já tinham mostrado previamente que os tumores invasivos espalhavam pelo sangue células cancerosas desde o início de sua formação. Por isso, a oportunidade de detectar as “sentinelas” é considerado uma grande conquista para o diagnóstico precoce e o posterior tratamento da doença.

Até o momento, explica o comunicado, nenhum estudo tinha conseguido demonstrar essa possibilidade em humanos, por razões técnicas. São poucas as células circulantes (ou sentinelas) no sangue, muito heterôgenas e frágeis.

Apesar da descoberta, Hofman, em entrevista ao jornal “Le Parisien”, alerta que é preciso ser muito prudente com as esperanças que o estudo pode gerar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Login

Registrar | Perdeu sua senha?