ALIMENTAÇÃO

Chocolate amargo faz bem às artérias

Estudo revelou que o chocolate amargo tem um efeito muito favorável às artérias, o que pode abrir a possibilidade do alimento ou algum de seus componentes se tornarem, no futuro, uma opção terapêutica para o tratamento de pessoas com doenças cardíacas

  • Chocolate amargo faz bem às artérias
Chocolate amargo faz bem às artérias

O estudo inédito “Efeitos do chocolate na função endotelial de pacientes com síndrome coronariana aguda”, publicado na revista científica Internacional Journal of Cardiovascular Sciences (IJCS), da Sociedade de Cardiologia do Estado do Rio de Janeiro (Socerj), revelou que o chocolate amargo tem um efeito muito favorável às artérias, o que pode abrir a possibilidade de o chocolate ou algum de seus componentes se tornarem, no futuro, uma opção terapêutica para o tratamento de pessoas com doenças cardíacas.

Existem evidências que apontam que os flavonoides, composto químico existente no cacau, possuem efeitos anti-inflamatórios, como a ação antioxidante, além de inibirem a oxidação do LDL (colesterol ruim), promoverem o aumento de HDL (colesterol bom) e parecerem reduzir os níveis de marcadores inflamatórios (substâncias que indicam quando o organismo está sofrendo alguma agressão).

“De acordo com o estudo, o consumo de chocolate amargo parece melhorar a vasodilatação em indivíduos saudáveis. Também propõe existir uma relação inversa do consumo de flavonoides e mortalidade cardiovascular”, explica o cardiologista Claudio Tinoco, diretor da Socerj e editor da IJCS.

“O estudo não consegue afirmar de modo definitivo que o chocolate amargo previne o infarto, pois precisaríamos de mais pacientes e um prazo maior para esta análise. Mas já foi um grande avanço”, complementa Tinoco.

A pesquisa analisou o consumo de chocolate amargo e de chocolate branco por 11 pacientes que estiveram internados no Instituto de Cardiologia de Santa Catarina, em São José (SC), no período de outubro a dezembro de 2013. “Este ensaio clínico demonstrou que tanto o chocolate amargo quanto o chocolate branco promovem um aumento significativo da ‘vasodilatação fluxo-mediada’, sendo este aumento significativamente maior em resposta ao chocolate amargo”, diz o artigo. A vasodilatação fluxo-mediada ocorre quando se aumenta o fluxo de sangue na parede dos vasos.

“O benefício do chocolate branco chamou a atenção por ser um chocolate que não tem a mesma quantidade de cacau, o que pode sugerir uma outra substância causando o efeito”, avalia Tinoco.

O estudo concluiu que o chocolate amargo é mais benéfico para causar a vasodilatação fluxo-mediada, sendo então melhor para as artérias. “Pacientes com doença cardíaca avançada, inclusive fumantes, tiveram benefício com o tratamento”, aponta o diretor da Socerj.

A pesquisa analisou o consumo diário de 100 g de chocolate amargo, com 85% de cacau, e afirma que isso poderia impactar no peso dos pacientes, visto que significa um ganho de 502 calorias na dieta. Foram autores do estudo: Ana Maria Junkes Colombo, Jamil Mattar Valente Filho e Daniel Medeiros Moreira. O estudo completo está em: http://bit.ly/ijcs_chocolate

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Login

Registrar | Perdeu sua senha?