DIABETES

Casos de diabetes aumentam 60% no Reino Unido

O número de pessoas com diabetes aumentou 60% no Reino Unido durante a última década, onde 3,3 milhões de britânicos sofrem com a doença, segundo números divulgadas hoje pela organização Diabetes UK.

  • mas infoMD-11 Un niño muestra su desagrado a la prueba de la diabetes desconocida, a la que su madre quiso someterle, en la carpa instalada en la Plaza de Felipe II, con motivo del Día Mundial de la Diabetes. Efe/Campos Casos de diabetes aumentam 60% no Reino Unido
Casos de diabetes aumentam 60% no Reino Unido

O número de pessoas com diabetes aumentou 60% no Reino Unido durante a última década, onde 3,3 milhões de britânicos sofrem com a doença, segundo números divulgadas hoje pela organização Diabetes UK.

A entidade, que analisou dados procedentes do Serviço Nacional de Saúde (NHS), informou que 90% dos casos de diabetes registrados eram de tipo dois: aquela relacionada com a obesidade, a dieta, e o estilo de vida sedentário.

Por outro lado, o diabetes tipo 1 se desenvolve geralmente na infância e os doentes são incapazes de produzir insulina, o hormônio que regula o nível de glicose em sangue.

Diabetes UK foi às autoridades médicas em busca de um controle do rápido avanço da doença, que além disso representa “perdas maciças” para o NHS (serviço público de saúde).

A organização sem fins lucrativos também apontou que a doença mal administrada pode dar lugar a “complicações de saúde devastadoras e custosas”, incluindo “amputações e derrames cerebrais”.

Barbara Young, diretora geral do Diabetes UK, indicou que durante a última década “o número de britânicos que vivem com a doença na Inglaterra aumentou em um milhão de pessoas”.

Young explicou que o diabetes custa ao NHS cerca de 10 milhões de libras (40 milhões de reais) ao ano, e acrescentou que 80% dessa despesa corresponde “à gestão de complicações evitáveis”.

“O NHS deve dar prioridade a brindar uma melhor atenção e educação às pessoas com diabetes, e oferecer-lhes a oportunidade de ter vidas mais longas e saudáveis”, manifestou a diretora.

Marcados com: ,
Publicado em Saúde e Bem-estar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Login

Registrar | Perdeu sua senha?