1

Brasil registra 270 casos de microcefalia, sendo 6 causados por zika vírus

Até 23 de janeiro, o Brasil registrou 270 casos confirmados de microcefalia, sendo seis deles relacionados ao zika vírus, em um total de 4180 casos suspeitos, segundo boletim divulgado hoje pelo Ministério da Saúde do país.

  • mas infoASU01. ASUNCIÓN (PARAGUAY), 19/01/2016.- Jose Paquier, funcionario del Servicio Nacional de Prevención del Paludismo (Senepa), dependiente del Ministerio de Salud de Paraguay fumiga hoy, martes 19 de enero de 2016, una vivienda en el Barrio Obreo de Asunción (Paraguay). El Gobierno paraguayo declaró la semana pasada la alerta epidemiológica a todo el país por la expansión de los virus del dengue, zika y chikunguña, y dispuso la ejecución de un plan de contingencia que obliga a todos los establecimientos sanitarios, tanto públicos como privados, a informar sobre los casos detectados. EFE/Santi Carneri EFE/Santi Carneri EFE/Santi Carneri
 EFE/Santi Carneri

Até 23 de janeiro, o Brasil registrou 270 casos confirmados de microcefalia, sendo seis deles relacionados ao zika vírus, em um total de 4180 casos suspeitos, segundo boletim divulgado hoje pelo Ministério da Saúde do país.

Entre os casos investigados nesse período, 462 foram descartados de terem relação com microcefalia e com isso o informe federal considera que houve uma redução das notificações” em relação ao último boletim, de 20 de janeiro.

“O aumento identificado em uma semana de casos notificados foi de 7%, no entanto, a quantidade de casos descartados cresceu 63%, passando de 282 para os atuais 462”, informou Cláudio Maierovitch, diretor do Departamento de Vigilância das Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde.

A região nordeste do país é a que concentra 86% dos casos notificados até 23 de janeiro, sendo a localidade com maior concentração de possibilidade de microcefalia. O estado de Pernambuco continua com o maior número de ocorrências em invetigação (1125).

De acordo com o ministério da saúde, até o momento 22 estados brasileiros estão com circulação autóctone do vírus Zika.

Em relação ao número de óbitos, o boletim apontou 68 situações causadas por má formação congênita após o parto ou durante a gestação. Destes, 12 foram confirmados para a relação com infecção congênita, todos no Nordeste.

O Ministério reforçou que os testes continuarão, dando prioridade às mulheres grávidas com sintomas do zika vírus, gestantes com bebês microcefálicos e recém-nascidos com microcefalia.

Marcados com:
Publicado em Doenças e Tratamentos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Login

Registrar | Perdeu sua senha?