Vacina Gripe

    Campanha de vacinação contra a gripe começa hoje no Brasil

    Programa do Ministério da Saúde tem como objetivo vacinar contra a gripe 54 milhões de brasileiros, que pertencem aos grupos de risco, até o dia 26 de maio.

    • mas infoEFE/Sebastião MoreiraEFE/Sebastião MoreiraEFE/Sebastião Moreira
    EFE/Sebastião Moreira

    Começa hoje a 19ª Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe (influenza) em todo o território brasileiro, que tem como objetivo imunizar mais de 54 milhões de pessoas que se encaixam no público-alvo adotado pelo Ministério da Saúde, recomendado pela OMS (Organização Mundial da Saúde).
    O foco da campanha é vacinar idosos a partir de 60 anos de idade, crianças de seis meses a cinco anos, trabalhadores da área de saúde, indígenas, gestantes, puérperas (mulheres que pariram há no máximo 45 dias) e pessoas relacionadas ao sistema prisional, além da novidade da campanha, professores das redes pública e privada.
    “Pela primeira vez, o Brasil está vacinando os professores contra a influenza, atendendo à solicitação constante desses profissionais de serem incluídos, pois têm contato com dezenas de alunos, ficando expostos à contaminação”, declarou o ministro da Saúde, Ricardo Barros, no lançamento da campanha, em Brasília.

    Objetivos

    A meta deste ano é atingir 90% da população, maior que os 80% dos anos anteriores, em virtude do sucesso de vacinação em 2016, que chegou a 93,5% de cobertura.
    O calendário do programa vai até o dia 26 de maio, sendo que nos dias 2 e 3 de maio será realizada a imunização dos professores, enquanto no dia 13 haverá uma grande mobilização nacional, com a abertura de 65 mil postos de vacinação pelo país.
    Contudo, a recomendação é para que a população não deixe a imunização para a última hora. “Muitas vezes, as pessoas só buscam a vacina quando há registro de um número elevado de casos. É preciso que todos estejam protegidos antes do inverno chegar, já que a vacina precisa de 15 dias para garantir o efeito”, afirmou a coordenadora do programa, Carla Domingues.

    Cuidados

    Após a aplicação da vacina, podem surgir efeitos como dor ou enrijecimento no local, que devem passar em até 48 horas. A vacina é contraindicada para pessoas que já reagiram mal a doses anteriores ou que tenham alergia a ovo de galinha e seus derivados.
    Segundo dados do Ministério da saúde, até 1º de abril deste ano, foram registrados 276 casos de influenza em todo o país e 48 mortes. Do total, 21 foram por H1N1 (vírus do surto de gripe suína), sendo que seis evoluíram para óbito. Em 2016, foram registrados 12.174 casos de gripe, sendo 10.625 pelo H1N1, resultando em 1.987 mortes.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    *

    Login

    Registrar | Perdeu sua senha?